Novos tempos, para seus investimentos.

Atualizado: Jan 3

Com o novo cenário econômico, cada vez mais investidores pessoa física, estão buscando alternativas mais arrojadas para seus investimentos. Prova disto, é que investidores na Bolsa ultrapassou a marca de mais de 1,5 milhão em 2019. E estes números devem crescer. A B3, a empresa que administra e organiza a Bolsa Brasileira, anunciou a redução nas tarifas para tentar atrair mais investidores e desenvolver o mercado.


Como acontece no mercado de países de economias desenvolvidas, as pessoas buscam compor suas carteiras de investimentos de maneira diversificada, mas fazem uma boa alocação em ações na busca de maior rentabilidade para seus investimentos. No Brasil devemos ver um cenário crescente daqui para frente em ativos de maior risco, com a taxa Selic em 4,5% ao ano. As pessoas devem se expor um pouco mais a risco, se desejarem maiores retornos em seus investimentos, e mudar a mentalidade para o longo prazo, assim como acontece nos Estados Unidos, Europa e Japão.


“Desde 2018, estamos observando este movimento, e resolvemos montar uma carteira de ações buscando valorização e pagamento de dividendos. Fechamos 2019, com a carteira recomendada que compõe 20 empresas, de diversos setores, a chamada “INVESTIS SELEÇÃO” que obteve uma valorização acumulada de 52,20% no ano, e pagando 7,1% dividendos. O setor de energia elétrica tem um peso relevante na carteira, pois entendemos que a economia evoluindo, empresas vão precisar de mais energia para produzir, e isto vai refletir no resultado das empresas, gerando bons dividendos.”, explica Wander.

“Foi um resultado significativo de nossa carteira recomendada, se comparado com o IBOVESPA que evoluiu 31,58% no período, e fundos de ações famosos no mercado acumulando alta de 36,48% neste mesmo período, e não pagam dividendos. A grande diferença que dentro de uma consultoria entregamos resultados mais consistentes no longo prazo, e não ficamos movimentando muito a carteira, pois isto gera custos para o investidor. Escolhemos empresas que fizeram a lição de casa, com custos otimizados e com grande potencial de crescimentos, gerando mais lucro para seus acionistas. Estamos confiantes e com boas perspectivas para a economia brasileira em 2020, e com isto poderemos ver novas altas na bolsa acima de 20% de valorização.”, conclui Viana.

Fundos de Investimentos Imobiliário (FII)


A demanda de investidores procurando alocações também em fundos de investimentos imobiliário mais que dobrou em 2019, passando dos 500 mil. O índice IFIX que mede a evolução dos principais fundos listado em bolsa, subiu 35,95%, sendo dezembro o melhor mês com uma alta de 10,63%.


Cada vez mais está indústria vem crescendo pela conjuntura do ambiente econômico, pois além da valorização da cota, são pagos os dividendos (aluguel) mensais dos FIIs, proporcionando renda ao investidor.


Mas é preciso ter cuidado, nem todos os fundos de investimentos imobiliários devem ser investidos.


Muitos já se valorizaram demais, estão com o valor de mercado muito maior que seu patrimônio. Avaliamos diversos fatores, como taxa de vacância, os ativos que compõem, e por premissas não recomendados alocação em fundos como mono inquilinos e que tenham prazo determinado de encerramento do fundo, devido ao risco.” menciona Wander.

Investimentos Alternativos

Pouco ainda explorado no Brasil, mas muito conhecido pelos grandes investidores o chamado “Private Equity” ou Capital Privado, são ativos geralmente restritos ao chamado varejo, pois são oferecidos nas grandes instituições para clientes denominados “Private”, para aqueles que possuem mais de R$ 10milhões de patrimônio líquido. Pois, são investimentos realizados em economia real, empresas de desenvolvimento no setor imobiliário, de energia, comercial e até judicial os chamados precatórios.


Mas está realidade tende a mudar, uma vez que a CVM (comissão de valores mobiliários) aprovou a instrução normativa 588 em 2017 para investimos deste gênero o chamado investimentos coletivos, ou "crowdfunding" do inglês. Com isto vem surgindo plataformas com estas iniciativas que entregam retorno entre 11% a 20% ao ano em Renda Fixa, com investimento mínimo de R$ 1.000,00, no entanto com baixa liquidez ao investidor (geralmente 24 meses de carência).

Evolução do Mercado


Estamos passando por uma grande transformação no mercado financeiro brasileiro, e pelos agentes participantes do mercado.


Os clientes que precisam tirar dúvidas de seus investimentos, sempre estavam apoiados em seus Gerentes de Relacionamento do Banco, mas com a evolução das plataformas digitais de investimentos, criou-se a figura do “Assessor de Investimentos”, mas a nomenclatura oficial é de Agente Autônomo de Investimentos vinculado a Corretora de Valores, que pode ofertar produtos de investimentos, mas não pode estruturar carteiras de investimentos para os clientes finais, pois é proibido pela legislação conforme CVM 497. O agente deve sempre seguir a carteira recomendada pela corretora que o representa, pois o agente trabalha como um preposto da corretora de valores, e é remunerado por esta. Mas, na prática não é isto que de fato acontece.


Já a profissão de consultor de investimentos regulamentada pela CVM através da instrução normativa 592, dispõe sobre as responsabilidades do Consultor de Valores Mobiliários, e o dever junto ao cliente que o contrata. E, este pode recomendar, aconselhar e montar a carteira de investimentos para os clientes. A grande diferença é que o consultor é remunerado pelo cliente, e não pelas instituições, evitando assim eventuais conflitos de interesse nas recomendações de investimentos ou alocando em produtos que não condiz com a realidade do perfil do investidor, criando este caráter de independência e não na distribuição de produtos.


Ainda são poucos consultores de investimentos independentes autorizados dentro da normativa da CVM 592/97, pois muitos profissionais possuem as certificações para exercer tal atividade, porém mais de 90% estão vinculados em alguma instituição financeira (bancos).


O mercado deve se desenvolver nos próximos anos, e já vemos uma melhor aceitação dos clientes em contratar um consultor profissional na área de investimentos, e estão entendendo o modelo, devida a qualidade, a abrangência e a profundidade nas análises para as recomendações. É questão de tempo para o cliente se conscientizar o que pode ser melhor para seus objetivos de investimentos.”, finaliza Viana.


Wander André Viana

Fundador da Investis, e atua como Consultor de Investimentos credenciado na Comissão de Valores Mobiliários sob registro nº 1319-6. Tem experiência de mais de 25 anos no setor de Serviços Financeiros, com atuação em Seguradora multinacional na área de gestão de riscos, seguros e investimentos. Possui bacharelado em Ciências da Computação, e MBA em Gestão Empresarial com especialização em Finanças e Seguros pela FIA-USP, e com diversas certificações nacionais e internacionais no mercado financeiro.

Linkedin: https://www.linkedin.com/in/wanderviana/


GRUPO
FINANCIAL ADVISORY

SÃO PAULO

Avenida Paulista, 1636 -  15º  andar - Bela Vista -  01310-200 - São Paulo - SP

Quem somos

Unidades de Atuação

CONTATO

Telefone: + 55 11 3090-6594

contato@investis.com.br

Planejamento Financeiro

AVISO LEGAL :

Investis Financial Advisory é o nome fantasia utilizado pelo grupo de empresas, sendo que prestamos consultoria financeira independente, e não atuamos como uma instituição financeira, apenas como consultoria e/ou intermediadora de serviços financeiros, e por isto não representamos risco de crédito as pessoas ou empresas. Todos os valores investidos nunca passam pelas empresas do grupo, sempre sendo tramitadas nas instituições financeiras autorizadas a operar pelo Banco Central e a Comissão de Valores Mobiliários nos termos da lei. Cumprimos todas as exigências dos órgãos reguladores e de fiscalização no Brasil para prestar consultoria financeira para  empresas e pessoas.

A consultoria de investimentos é prestada através na pessoa natural de Wander André Viana ('Consultor') atuando como Consultor de Valores Mobiliários, devidamente registrado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sob registro nº 1319-6, sendo habilitado para atuar como Consultor de Investimentos Profissional, na forma da Instrução Normativa nº 592/17, o que pode ser verificado através do site da CVM (www.cvm.org.br->Menu->Central de Sistemas->Cadastro Geral), estabelecendo a Política de Investimentos para os clientes como determina a legislação vigente.

Os serviços financeiros bancários são realizados através da Investis Capital Investimentos e Serviços Ltda, e na área de seguros pela Investis Corretora de Seguros e Serviços Ltda, empresa autorizada a operar pela Superintendência de Seguros Privados - SUSEP sob o nº 10.2045154.7 em Todos os Ramos de Seguros, Previdência Privada e Capitalização. 

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • Branca Ícone Instagram

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados para o grupo INVESTIS.